6 Razões de Porque Backup em Fita é uma Péssima Idéia

Backup em fita: infelizmente este ainda é um dos métodos mais comuns de backup em empresas. Porém, a maioria dos donos/gerentes dos negócios não sabem que a média de falha das fitas é de 100%, ou seja, eventualmente toda a fita irá apresentar falha. Incrível, não é?
Diariamente muitas pessoas em empresas gastam tempo trocando fitas de backup e levando-as para casa ou armazenando em outro local, apenas para descobrir que os dados não estão sendo copiados. Mas a pior parte é que a maioria das empresas só descobrem isto quando é tarde demais.

 

Backup em fita: uma aposta perigosa

 

Não é raro casos de empresas que perderam milhares ou até mesmo milhões de reais em dados (a propósito, você sabe o real valor dos dados da sua empresa?). Na maioria dos casos as empresas tinham um sistema de backup em fita ou HD externo e ficaram atordoados quando descobriram que obackup em fita não estava funcionando.

 

 

Abaixo estão descritas as principais razões de o porque o backup em fita é uma péssima idéia:

 

 

1 – Fragilidade da Mídia

É muito comum um dispositivo de fita deixar de funcionar corretamente sem dar qualquer aviso ou sinal de que não está operando de maneira adequada, o que é muito pior pois em muitos casos as fitas podem até mesmo conter dados mas não permitem que eles sejam restaurados devido a corrupção dos arquivos.

Caso uma fita venha apresentar problema, e a mesma encontra-se em um pool de mídia responsável pelo armazenamento de seus Backups FULL, acarretará na perda total da cadeia de backups inutilizando a recuperação dos dados.

2 – Ineficiente em Caso de Desastre

Caso o seu escritório seja acometido por um desastre como incêndio, alagamento, furacão ou outro desastre natural, ou até mesmo em caso de roubo/assalto, suas fitas e outros dispositivos de armazenamento externo que estão armazenados localmente também serão destruídos/levados, em muitos casos impossibilitando a continuidade dos negócios do ponto de vista técnico/operacional.

3 – Transporte e Armazenamento Inadequado

Fitas são extremamente suscetíveis ao calor, umidade, poeira e campos magnéticos; Já que a maioria das pessoas transportam as fitas para fora do escritório em carros ou bolsas, estes elementos acabam destruindo a fita e/ou os dados contidos nela.
Adicionalmente, fitas armazenadas em cofres ou armários de arquivos físicos NÃO estarão a salvo. Estes locais de armazenamento foram projetados para proteger PAPEL, que possui propriedade de resistência muito diferentes da fita e não pegarão fogo a menos que estejam em contato direto com a chama. Já no caso da fita, além de ser inflamável, apenas o calor do fogo já é o suficiente para deformar a caixa e derreter o plástico magnético, o que causa um desastre ainda maior já que as fitas derreterão por cima dos papéis no arquivo.

4 – Erro Humano

Exemplos de erros comuns quando o processo de backup em fita depende da ação humana para ser executado:

  • Alguém no escritório acidentalmente formata a fita de backup, apagando todo o conteúdo nela;
  • Alguém esquece de trocar a fita para aquele dia da semana;
  • Alguém coloca a fita errada no drive e sobrescreve arquivos importantes;
  • Alguém esquece de levar para casa ou armazenar no local apropriado;
  • Alguém responsável pelo backup em fita sai de férias e não delega a atividade;
  • Alguém responsável sai da empresa e não deixa documentação do processo;

 

5 – Inseguro

Backup em fita não é seguro. Todos dos arquivos e dados que saem do seu escritório devem ser criptografados. Este cuidado é ainda mais necessário se está tramitando informações de clientes. Seus clientes não gostam nem um pouco de ter suas informações roubadas, mesmo que seja apenas o endereço de email ou histórico de compras. E se você estiver armazenando informações financeiras, cadastrais, números de cartão de crédito ou qualquer outro tipo de informação confidencial, você pode até mesmo estar cometendo um crime ao utilizar um backup em fita com dados não criptografados para transportar estes arquivos para fora do escritório.

6 – Tecnologia Obsoleta

Fitas de armazenamento magnético existem há mais de 40 anos e francamente não tiveram muitos avanços quanto a sua tecnologia nos últimos 20 anos. As rotinas geralmente utilizadas para backup em fita também não tiveram muita inovação. Algumas das funcionalidades e tecnologias que o backup em fita não foi capaz de implementar adequadamente são:

  • Desduplicação de dados: não copiar os dados idênticos mais de uma vez;
  • Otimização do tempo que se leva para fazer backup em fita: podem levar-se horas para fazer a gravação e recuperação dos dados;
  • Incremental e Diferencial: a realização de backup diferencial e/ou incremental, quando possível, é extremamente complexa a restauração;
  • Versionamento: Não há um jeito fácil que simplesmente funcione de manter múltiplas versões de um mesmo arquivo através das fitas;
  • Recuperabilidade limitada: para recuperar um arquivo/pasta, é preciso primeiro encontrar a fita que contém o backup do dia desejado, descompactar o conteúdo da fita, navegar e localizar o arquivo, restaurar para a localização; este procedimento pode levar horas ou até mesmo dias;
  • Praticidade: o manuseio físico das mídias requer tempo e intervenção manual, fazendo com que seja um parto a restauração dos arquivos quando um usuário apaga algo acidentalmente.

Embora alguns dos problemas listados acima podem ser transpostos com um pouco de tempo, dinheiro e cuidado, o backup em fita continua sendo uma maneira cada vez mais obsoleta de backup e se você não teve um dos problema acima ainda, eventualmente terá com certeza.

O que utilizar então?

Simples: a melhor solução de backup disponível atualmente é um conjunto de Backup Online e Backup Local, também referenciados como Backup Off-site e Backup On-site. Desta forma você garante a segurança contra desastres com o Backup Online e fácil recuperabilidade dos arquivos em caso de acidentes com o Backup Local.
Conheça a Plattano Cloud, solução completa de backup online e remoto da Plattano.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *